NOTÍCIAS
VÍDEOS
AGENDA
Artigos
Vídeos 

Top 6 mais vistos sobre Radical MX
Uma estória da história MX - Crónica de Jorge Ró
Publicado em: 2017-06-13  Modalidade: Radical MX
Então esta crónica começa assim. Aos 22 anos tornou-se empresário após ter aceite a missão de mostrar que era capaz de recuperar um estabelecimento que dava sistematicamente prejuízo, colocando-o a dar lucro com empenhado trabalho, simpatia e organização. Paralelamente, continuou a estudar à noite para concluir o Curso. Aos 25 iniciou-se no desporto como piloto de motocross na classe 125 Juniores. Aos 28 anos acrescentou a vertente de organizador de provas fundando um motoclube para esse fim na sua cidade com a finalidade de abrir a época desportiva de cada ano, com um elevado número de pilotos à época. Aos 30 anos, como promotor iniciou também o 1º regional de motocross na classe de 50 c.c. (adultos) em 1985,  que chegou a juntar na grelha 20 pilotos com 6 provas anuais. Por força das circunstâncias, começa a vender produtos diversos para a modalidade, paralelamente ao seu negócio inicial, vendendo de manhã uns produtos no seu estabelecimento e à tarde, noutras instalações vendia produtos desportivos, para à noite se dedicar aos estudos.
 


No inicio dos anos 90, vendeu o seu negócio inicial  para se dedicar fortemente à venda de produtos para motos (desportivos e do dia a dia) aumentando o espaço. Dessa forma fundou o primeiro e grande espaço dedicado exclusivamente à venda  destes produtos e bem conhecido por todo o Pais. Uma vez mais, por força das circunstâncias, inicia-se também na venda de motos exclusivamente de motocross/TT afinal, impulsionado pelos vários pedidos e procura destas.
Poucos anos depois, começa a apoiar um ou outro piloto da sua zona, para de seguida formar a maior equipa de MX do País com seis pilotos em várias classes do nacional da modalidade. No ano 2000 dá inicio ao primeiro Troféu privado de regional MX com um elevado número de pilotos, e criando várias novas classes, provando dessa forma as reais potencialidades desta modalidade em Portugal, passando a campeonato regional federado em 2007. No total foram 16 anos consecutivos deste MX, na região centro-sul onde nasceram novas pistas e se confirmou ser aqui que está muito do potencial do MX português.
 
No entanto a paixão como piloto continuou sempre presente pelo que, fazendo uma pausa em algumas destas iniciativas como promotor, dando o lugar a outros que iniciaram réplicas desse seu trabalho. Assim, dedicou-se à sua vertente de piloto e com essa prática pretende mostrar que, apesar do avançar da idade se pode continuar a prática do MX em classe adequada (como por exemplo veteranos) esperando dar o exemplo a outros, com essa sua vontade sempre determinante além também, de se dedicar a outros dos vários projectos que ainda tem para concretizar. Isto, porque a vida tem sempre um sentido e desde que o sigamos as coisas parecem acontecer naturalmente.
E é naturalmente também que outros seguem esses exemplos, dando-lhe continuidade de forma concorrencial. O que faz deste mundo um lugar ideal para experiências semelhantes que dão vida a uma sociedade composta por seres humanos tão desejosos de mostrar o desenvolvimento possível, às suas iniciativas inspiradas noutros casos tentando inovar  neste ou naquele ponto. É pois muito positivo que assim seja.
 
Quando o exemplo de alguém, “empurra” toda uma série de gente para fins semelhantes, isso chama-se evolução natural, deixando necessariamente satisfeito o mentor desse trabalho que pelo seu enérgico trabalho, vê o fruto continuar a crescer, e mantendo-se vigilante, procura salvaguardar essa continuidade no caso de existir o eventual abandono daqueles que lhe seguiram os passos. Afinal, é esse o papel de um responsável de um projecto que beneficia a muitos, social e desportivamente. Para já, dedica-se ao avançar da sua vida académica, conciliando-a  com a vertente de piloto.
Finalmente, aguarda-se a criação de uma classe MX para as idades, entendidas como avançadas, e que representam uma experiência acumulada.  Afinal, o cérebro humano é que dita os limites.
Veja-se o exemplo dos ACDC, dos GNR, dos Xutos e Pontapés e de tantos outros que mostram desta realidade actual onde a vontade e teimosia prevalecem contra algumas expectativas de outros.
Daqui se retira que, sendo tão natural para quem dá o exemplo, será também natural para outros, agarrarem e prosseguirem esses mesmos exemplos. Felizmente que sempre assim foi, é, e será.
 
Jorge Ró
 



De trás p´rá frente
 
Equipa Motogomes, quem não se lembra da sua imagem e pilotos que a partir do início dos anos 90 se apresentavam nas pistas MX com as Suzuki´s RM a lutar pelos lugares da frente ? Ao longo de muitos  anos recrutou dos melhores pilotos do País por onde passaram nomes sonantes da modalidade, como por exemplo César Peixe e Paulo Gonçalves entre muitos outros. O aspecto e a grandeza do camião da equipa demarcava no parque de pilotos, tanto no MX como no SX, sempre com a presença e simpatia dos “patrões” da equipa, Sr. Gomes e Paulo Gomes, seu filho, que orientavam os mecânicos que por lá passaram. Destes, relembra-se o Carlos “Cambalhota”, o Luis Pedro entre outros bem conhecidos nos dias de hoje e que a seu tempo deles aqui falarei.
O aparato com o colorido dos patrocínios, a organização da box e os resultados cimeiros nas variadíssimas provas dos campeonatos nacionais ao longo de mais de 15 anos, não se esquecem a ninguém.
A seu tempo existirá uma crónica sobre este facto importante na história de MX português em que a família Gomes é um dos  marcos que ficou registado para sempre.



Segue-nos no Facebook

Agora partilha!



Últimos Artigos sobre Radical MX

Últimos Vídeos sobre Radical MX

 

Segue-nos
PATROCINADORES
PRÓXIMOS EVENTOS
Prova: AMA Supercross 2018
Local: Angel Stadium - Anaheim
Data: 2018-01-06
ÚLTIMOS ARTIGOS
MAIS VISTOS DA SEMANA
  • PTRadical ©2011-2012 - Todos os direitos reservados
    Por Tecla Infinita