NOTÍCIAS
VÍDEOS
AGENDA
Artigos
Vídeos 

Top 6 mais vistos sobre Radical MX
A imprensa no MX regional - Crónica de Jorge Ró
Publicado em: 2016-05-23  Modalidade: Radical MX
Na última crónica, referia-me ao verdadeiro potencial que o MX regional tem – e sempre teve – com o inerente vigor que demonstra com o passar dos anos. O certo é que, nunca é demais lembrar, o facto de em 1998, aquando da minha proposta na federação, acerca da pretensão de realizar um regional MX, sobre certas condições mais adequadas e especificas para a região centro, estas não foram aceites pelo responsável de então da Comissão de Motocross que entendia que as linhas a seguir deviam ser iguais às do regional norte. Foram-lhe explicadas as respectivas diferenças de regiões e mesmo assim foram os primeiros a não acreditar neste projecto e a eles se seguiram outros e também com algumas dúvidas, a imprensa da especialidade.
Com a realização da 1ª prova em Avis no inicio do ano 2000, tudo mudou com o êxito da imensidão de pilotos presentes em MX1e MX2 e na nova classe de 50 c.c. destinada aos pilotos dos 5 aos 8 anos.
 
Mas, a verdade é que os importadores em grande número, acreditaram e apoiaram o então recém-nascido Troféu Rómoto, pois viam aqui um bom trampolim para as vendas dos seus produtos e não se enganaram. E assim,  esse valor de apoio serviu para a verdadeira e necessária promoção desta inovação no motocross em Portugal, e daí as três páginas pagas, na revista Motojornal, por cada prova e que ajudou muito ao sucesso contínuo do Troféu Rómoto com a divulgação de todos os nomes dos pilotos em cada prova nas classificações finais. Tudo isso resultou do velho ditado “de génio e louco todos temos um pouco” mas, tinha de ser assim para que resultasse em pleno como de facto aconteceu durante muitos anos – foram 16 anos consecutivos e 97 provas realizadas.
 


Chegados aqui, verifica-se que afinal e  felizmente, hoje já não é preciso gastar muito dinheiro com a imprensa porque ela própria se começou a interessar pela publicação das noticias relativas aos regionais pelo êxito que eles próprios originaram com o constante e elevado número de praticantes nas provas anualmente- o dobro das provas dos nacionais de MX.
O facto é que, o interesse despertado por esta “invasão” de Troféus MX na zona centro do País fez com que, não só proporcionasse o nascimento de uma nova revista semanal Moto Sport, como aquelas já existentes referirem-se a estas provas (cheias), no decorrer de todo o ano.
 
Para esta realidade, foi assim feito um intenso e teimoso trabalho, investindo na modalidade com a finalidade idealizada e mostrar que neste projecto estava um bom trampolim para o nacional MX. Hoje, apesar da crise económica iniciada em 2011 no nosso País, quer os importadores nacionais, quer os praticantes quer a federação, vêm nos regionais um bom alicerce para a progressão continua da modalidade e que deu uma “nova vida” às pistas que estavam inactivas há anos. Algumas voltaram ao activo, acolhendo estas provas mais acessíveis economicamente. Foi o caso de Alqueidão em 2007 (sem provas desde 2003)  Moçarria em 2009 (após ter estado parada de provas em 2 anos), e de Ponte de Sôr em 2011 (parada de provas durante 4 anos).
Também a imprensa entendeu isso, felizmente e agora acompanha a par e passo o desenvolvimento presente nestes regionais.
 
Jorge Ró
 

De trás p´rá frente
 
Não podia deixar de nesta secção me referir a uma situação semelhante aos regionais de hoje e que nos anos 80 se chamavam Júniores 125, por onde passaram muitos pilotos. Era o campeonato com mais pilotos na época comparativamente aos nacionais de Séniores 125 e 250 c.c. Vários campeões juniores este campeonato nacional gerou durante anos, alguns deles desconhecidos hoje mas que na altura eram nomes bem conhecidos do público, que estavam nas pistas de MX,  2.000/3.000 e mais espectadores.
 
Então, estes que hoje enuncio eram alguns dos pilotos que davam luta nas pistas dessa época (S. Quintino era uma delas) : Albino Cleto, Carlos Alberto e Henrique Ventura entre vários outros que coloriam as pistas com um espectáculo desportivo cheio e muito competitivo para o imenso público que se apresentava nessas pistas. Era o inicio dos “anos de ouro” do motocross em Portugal.
 


Segue-nos no Facebook

Agora partilha!



Últimos Artigos sobre Radical MX

Últimos Vídeos sobre Radical MX

 

Segue-nos
PATROCINADORES
PRÓXIMOS EVENTOS
Prova: ASP World Tour 2018
Local: MEO Rip Curl Pro - Portugal
Data: 2018-10-27
Prova: Campeonato Nacional MX 2018
Local: Final MX das Regiões (Alqueidão)
Data: 2018-10-21
Prova: Campeonato Nacional TT 2018
Local: Baja de Portalegre
Data: 2018-10-28
Prova: Campeonato Nacional de Velocidade 2018
Local: Portimão II
Data: 2018-11-18
Prova: ASP World Tour Feminino 2018
Local: Havai - EUA
Data: 2018-11-06
ÚLTIMOS ARTIGOS
MAIS VISTOS DA SEMANA
  • PTRadical ©2011-2012 - Todos os direitos reservados
    Por Tecla Infinita