NOTÍCIAS
VÍDEOS
AGENDA
Artigos
Vídeos 

Top 6 mais vistos sobre Estrada, Pista e CX
Enric Mas venceu a Volta ao Alentejo
Publicado em: 2016-03-21  Modalidade: Estrada, Pista e CX
O ciclista espanhol Enric Mas (Klein Constantia) mostrou este domingo todo o seu orgulho pela vitória na Volta ao Alentejo, descrevendo como “muito bonita” a luta que travou com o norueguês Krister Hagen pela amarela.

“Hoje toda a equipa fez um enorme trabalho. Quero agradecer a todos”, começou por dizer o maiorquino, de 21 anos, antes de ser alertado para o facto de ter vencido a ‘Alentejana’ 20 anos depois de Miguel Indurain. “Poder ganhar aqui, como fez o Indurain, é algo grande”, assegurou.



Vencedor no desempate por resultados – no conjunto das cinco etapas, foi melhor nas posições das tiradas do que o homem da Coop-OsterHus -, Enric Mas considerou que o seu primeiro grande triunfo é mais importante do que o modo como aconteceu.

“Independentemente de sermos rivais, a minha luta e do Krister foi muito bonita. Lutámos muito”, salientou o espanhol que, ainda antes de conhecer o resultado final, cumprimentou o seu grande adversário na 34.ª edição.

Mas espera agora que a sua vitória lhe abra as portas do pelotão do WorldTour: “Oxalá, apareça alguma equipa que me dê um espaço. Se não for para ganhar corridas, que seja para trabalhar para algum grande ciclista”.

“É muito difícil perder assim”, reconheceu Krister Hagen, completamente desolado com o desfecho conhecido no final da quinta etapa, que ligou Santiago do Cacém a Évora.

Questionado por um colega da Coop-OsterHus, o norueguês limitou-se a abanar a cabeça em sinal de derrota, antes de, com um sorriso triste, garantir que tudo fez para vencer e prometer que vai tentar voltar para levar para casa a amarela.

Tão feliz como Enric Mas estava Rafael Silva, o melhor português na geral, que viu perigar o seu quinto lugar por uma queda nos metros finais da 34.ª edição da Volta ao Alentejo.

“Era o resultado esperado. Vinha na frente quando se deu a queda e fiquei cortado. A chegada era muito perigosa, por isso penso que foi o resultado justo”, disse, referindo-se à decisão dos comissários de dar o mesmo tempo aos ciclistas classificados depois dos dois primeiros lugares.

O corredor da Efapel destacou ainda que subir ao pódio como melhor português dignificou as cores da sua equipa e o trabalho que realizou ao longo das cinco etapas, sempre com o objetivo de terminar entre os três primeiros da geral.


Conteúdo publicado por Sportinforma


Segue-nos no Facebook

Agora partilha!



Últimos Artigos sobre Estrada, Pista e CX

Últimos Vídeos sobre Estrada, Pista e CX

 

Segue-nos
PATROCINADORES
PRÓXIMOS EVENTOS
Prova: AMA Supercross 2018
Local: University of Phoenix - Glendale
Data: 2018-01-27
Prova: Campeonato Nacional de Enduro 2018
Local: Vila Nova de Santo André
Data: 2018-01-28
Prova: AMA Supercross 2018
Local: Oakland City Coliseum - Oakland
Data: 2018-02-03
Prova: Formula E 2017/2018
Local: Santiago - Chile
Data: 2018-02-03
Prova: AMA Supercross 2018
Local: PETCO Park - San Diego
Data: 2018-02-10
Prova: AMA Supercross 2018
Local: AT&T Stadium - Arlington
Data: 2018-02-17
ÚLTIMOS ARTIGOS
MAIS VISTOS DA SEMANA
  • PTRadical ©2011-2012 - Todos os direitos reservados
    Por Tecla Infinita