NOTÍCIAS
VÍDEOS
AGENDA
Artigos
Vídeos 

Top 6 mais vistos sobre Formula 1
Renault compra Lotus e regressa à Fórmula 1 em 2016
Publicado em: 2015-12-04  Modalidade: Formula 1
A Renault comprou a escuderia Lotus de Fórmula 1 ao fundo de investimento luxemburguês Genii Capital e vai regressar “a partir de 2016” à competição, anunciou hoje o construtor francês.



A Renault tinha duas opções: regressar a 100 por cento ou abandonar por completo. Após uma análise detalhada, decidi que vamos estar presentes na Fórmula 1 a partir de 2016”, escreve o presidente do fabricante francês, Carlos Ghosn, em comunicado.

O construtor francês já tinha sinalizado no final de setembro a existência de um acordo com a Gravity Motorsports, filial da Genii Capital, o fundo de investimento luxemburguês do empresário Gérard Lopez dono da escuderia, “a potencial aquisição de uma participação maioritária do capital da Lotus F1 Team”.

A assinatura deste acordo de princípio marca o primeiro passo em direção à criação de um projeto de uma escuderia de F1 em 2016, dando continuidade a uma ligação de 38 anos da marca [à F1]”, indicava então o comunicado da Renault.

A marca francesa, que fornece os motores às equipas Red Bull e Toro Rosso, adiantou então a intenção de procurar “transformar este acordo de princípio num acordo definitivo, desde que todos os termos e condições acordados entre as partes se concretizem”.

A Renault, que se sagrou campeã mundial de Fórmula 1 em 2005 e 2006, pela ‘mão’ do espanhol Fernando Alonso, vendeu em 2010 a escuderia à Genii Capital, que a rebatizou de Lotus, um nome também com uma história vitoriosa na F1.

A Lotus terminou os Mundiais de construtores de 2012 e 2013 no quarto lugar, mas está a atravessar um período de grandes dificuldades financeiras, tendo inclusive evitado a bancarrota graças à intervenção da Renault.

O regresso da Renault à Fórmula 1 como equipa autónoma acontece após as divergências crescentes com a equipa Red Bull, a propósito dos motores Renault que equipavam os carros da escuderia austríaca.

De resto, no final de março deste ano, a Renault já tinha admitido a possibilidade de abandonar a Fórmula 1 enquanto fornecedor de motores na categoria rainha do desporto automóvel.

Posso confirmar que estamos a analisar várias opções, entre as quais deixar a Fórmula 1”, disse Cyril Abiteboul, considerando que “se a Fórmula 1 faz mal à reputação da Renault” e “se não está a ter o retorno do que custa à Renault”, estão criadas as condições para o abandono.


Fonte: Sapo Desporto


Segue-nos no Facebook

Agora partilha!



Últimos Artigos sobre Formula 1

Últimos Vídeos sobre Formula 1

 

Segue-nos
PATROCINADORES
PRÓXIMOS EVENTOS
Prova: ASP World Tour 2018
Local: Hawai - USA
Data: 2018-12-20
ÚLTIMOS ARTIGOS
MAIS VISTOS DA SEMANA
  • PTRadical ©2011-2012 - Todos os direitos reservados
    Por Tecla Infinita