NOTÍCIAS
VÍDEOS
AGENDA
Artigos
Vídeos 

Top 6 mais vistos sobre Formula 1
Hamilton vence a chuva e conquista GP de Inglaterra
Publicado em: 2015-07-07  Modalidade: Formula 1
Um início difícil e decisões estratégicas perfeitas, construíram o 3º triunfo de Hamilton em casa. A chuva apareceu para baralhar a decisão e Lewis foi o mais eficaz. Williams teve a chance e desperdiçou-a.


Lewis Hamilton largou mal para a corrida, deixando-se bater por Felipe Massa primeiro e ainda nas primeiras voltas por Valtteri Bottas. Foi a primeira vez este ano que os Mercedes se deixaram surpreender na largada.

Mas durante a prova, a Williams cometeu erros estratégicos que deixaram Hamilton em posição de corrigir o problema. quando o pit stop chegou, Lewis antecipou a operação em relação aos Williams e com isso ganhou a liderança da corrida.


Quando a sua vantagem parecia controlada até final, a chuva resolveu entrar na ação e baralhar toda a lógica de corrida. Ou quase. Rosberg estava a voar em pista ainda com os pneus de "seco" calçados. a pista estava a ficar molhada, mas havia incerteza em relação ao momento em que valia a pena colocar pneus de chuva. 

Rosberg aproximou-se e colou-se a Hamilton, a partir de uma desvantagem de quase 10 segundos. O alemão parecia capaz de roubar o triunfo do inglês na sua casa. 


Eis quando Hamilton deixa o comando para Rosberg e ruma às boxes para colocar intermédios. E aqui se escreveu a decisão da corrida. Da mesma forma como no Mónaco a decisão de levar Lewis para a boxe lhe retirou a vitória e a ofereceu a Rosberg, desta vez o momento de Hamilton ir à boxe colocar pneus de chuva foi "perfeito". Precisamente 10 segundos antes da grande chuvada.


Quando Lewis saiu da pit lane a chuva abateu-se sobre a pista. Só que Rosberg teve de dar uma volta ainda com os slicks. Lentamente. E quando fez o seu pit stop, já Hamilton estava no comando outra vez, não mais o perdendo e rumando ao 3º triunfo da sua carreira em Silverstone, perante os seus fãs, para a 5ª vitória do ano e a 38ª da sua carreira. Isto no dia em que assumiu um record na F1, ao liderar um GP pela 18ª vez consecutiva, batendo o record anterior de 17, que pertencia a Sir Jackie Stewart e já durava desde 1970 (45 anos).

Foi um dos grandes prémios mais emotivos da temporada, senão mesmo o melhor de 2015.


A Williams teve em Silverstone pelo menos uma chance de ir para uma vitória que foge há mais de 3 anos. Mas onde falhou a escuderia inglesa? Em dois momentos. 

Primeiro, quando ainda no início da corrida, com Bottas no 2º lugar visivelmente mais rápido que Massa que liderava, a ordem de equipa foi para que o finlandês não pressionasse a passagem. Mais tarde cedeu, dizendo a Bottas para passar mas com cuidado, de modo limpo. Com isto, escapou-se o momento de Valtteri passar e ir embora, tentando beneficiar do andamento de Felipe Massa de modo a segurar os Mercedes.


Mais tarde, no momento em que a chuva entrou na corrida, a escuderia deveria ter arriscado mais cedo, antecipando o momento do pit stop. Podia não resultar, mas se resultasse, podia virar o resultado. Em vez disso, foi conservadora e não só perdeu posição para Rosberg também, como para Sebastian Vettel que foi dos primeiros a beneficiar de uma atempada escolha de pneus. A Williams que chegou a ter 2 pilotos na 1ª e 2ª posições, acabou em 4º e 5º, fora do pódio e não pode estar feliz, considerando o facto de ter tido a oportunidade de uma gloriosa corrida.


Registo para a Ferrari que ao longo do fim-de-semana se viu batida claramente pela Williams, por vezes a ter de se defender da Red Bull e até Force India. Num fim-de-semana difícil, a chuva foi uma benção para Vettel. Ao passo que Raikkonen foi traído pela antecipação em demasia dos compostos intermédios, que o viu arrastar-se até 9ª posição (8ª no final), já Sebastian Vettel foi perfeito quer no momento de colocar os pneus mas igualmente em pista, enquanto rodou ainda com os pneus de seco, Um ritmo tão forte quano o de Rosberg nessa fase de corrida e que neste caso o levou até ao 3º lugar de corrida. 

Corrida marcada no início pela entrada do Safety Car. Isto porque logo na 1ª volta, na 3ª curva da pista os dois Lotus se encontraram, batendo. Tentando escpar do "affair" Grosjean/Maldonado, Fernando Alonso guinou o seu McLaren para bater no carro de Jenson Button. Os2 Lotus ficaram por ali, Button também. Alonso prosseguiu. Estava escrito que hoje era o dia.


O dia para tirar partido de múltiplos abandonos que foram ocorridos. O dia para marcar 1 ponto, o 1º da temporada. 1 ponto simbólico para a McLaren no seu GP. O 1º ponto de Alonso na McLaren desde o GP do Brasil de 2007. Tudo à conta de abandonos outros. 

Abandonos como os de Daniel Ricciardo, o 1º da época para o australiano, devido a um problema elétrico no carro. 

Abandonos como o de Max Verstappen com um pião, ainda cedo na corrida. Ou de Carlos Sainz, parecendo que o motor Renault não aajudou à festa.

E ajudado ainda por um despiste no momento da chuva, de Marcus Ericsson no Sauber (que largou apenas com um carro, pois um problema de caixa de velocidades impediu a largada de Felipe Nasr).


CLASSIFICAÇÃO GP DE INGLATERRA


1 Lewis Hamilton Mercedes 1:31:27.729
2 Nico Rosberg Mercedes +10.956s
3 Sebastian Vettel Ferrari +25.443s
4 Felipe Massa Williams +36.839s
5 Valtteri Bottas Williams +63.194s
6 Daniil Kvyat Red Bull +63.955s
7 Nico Hulkenberg Force India +78.744s
8 Kimi Räikkönen Ferrari +1 volta
9 Sergio Perez Force India +1 volta
10 Fernando Alonso McLaren +1 volta
11 Marcus Ericsson Sauber +1 volta
12 Roberto Merhi Marussia +3 voltas
13 Will Stevens Marussia +3 voltas
D Carlos Sainz Toro Rosso motor?
D Daniel Ricciardo Red Bull ERS
D Max Verstappen Toro Rosso Pião
D Romain Grosjean Lotus Acidente
D Pastor Maldonado Lotus Acidente
D Jenson Button McLaren Acidente
D Felipe Nasr Sauber Caixa 


No mundial de pilotos, a classificação está assim ordenada. Lewis Hamilton com 194 pontos, Nico Rosberg 177, Sebastian Vettel 135, Valtteri Bottas 77, Kimi Raikkonen 76, Felipe Massa 74, Daniel Ricciardo 36, Daniil Kvyat 27 e Nico Hulkenberg 24. Nos construtores, lidera a Mercedes com 371 pontos, Ferrari 211, Williams 151, Red Bull 63, Force India 39, Lotus 29, Sauber 21, Toro Rosso 19 e McLaren 5.


Na ausência este ano do GP da Alemanha, a F1 regressa a 26 de Julho com o GP da Hungria.

Fonte: www.rtp.pt


Segue-nos no Facebook

Agora partilha!



Últimos Artigos sobre Formula 1

Últimos Vídeos sobre Formula 1

 

Segue-nos
PATROCINADORES
PRÓXIMOS EVENTOS
Prova: ASP World Tour 2018
Local: MEO Rip Curl Pro - Portugal
Data: 2018-10-27
Prova: Campeonato Nacional MX 2018
Local: Final MX das Regiões (Alqueidão)
Data: 2018-10-21
Prova: Campeonato Nacional TT 2018
Local: Baja de Portalegre
Data: 2018-10-28
Prova: Campeonato Nacional de Velocidade 2018
Local: Portimão II
Data: 2018-11-18
Prova: ASP World Tour Feminino 2018
Local: Havai - EUA
Data: 2018-11-06
ÚLTIMOS ARTIGOS
MAIS VISTOS DA SEMANA
  • PTRadical ©2011-2012 - Todos os direitos reservados
    Por Tecla Infinita